Vários artistas internacionais da música pop estão se posicionando em relação às eleições no Brasil.

Em um editorial do New York Times, a escritora Carol Pires destacou uma das citações feitas por Bolsonaro, líder nas pesquisas de intenção de voto. Ela escreve que “ele preferiria que seu filho morresse a ser homossexual”. A revelação provocou indignação nas mídias sociais, com milhares de usuários fazendo campanha para impedi-lo de ser eleito.

Dua Lipa foi uma das que se juntou a esta campanha online contra o candidato, retweetando um comentário sobre o artigo do New York Times. A cantora de “New Rules” simplesmente adicionou a hashtag #EleNão, um slogan popular usado contra ele.

Outros artistas com Black Eyed Peas, Lauren Jauregui, Tegan and Sara, Kehlani, Diplo, Nicole Scherzinger e Shangela também participaram da campanha “Ele Não”, cada um enviando mensagens para seus fãs do Brasil. “Para todos os meus fãs no Brasil: estou enviando muito amor”, escreveu Scherzinger. “Defenda a igualdade, o respeito e o amor. Certifique-se de votar nas próximas eleições presidenciais e ser ouvido.”

Mesmo o líder do Imagine Dragons, Dan Reynolds, que se tornou um franco aliado da comunidade LGBT no ano passado, e surpreendeu usando uma camisa, com a hashtag #EleNão no iHeartRadio Music Festival, badalado evento musical televisionado nos Estados Unidos:

Confira os artistas que apoiam a campanha # EleNão abaixo: