Se, por um lado, a internet democratizou o acesso à música — hoje o trabalho de um artista está a um clique de pessoas do mundo inteiro, praticamente —, por outro ela trouxe mais demandas para quem cria. Afinal, não basta estar nas redes: é preciso se destacar. Um dos segredos para atrair o público, além da música, é claro, é oferecer um conteúdo de qualidade em suas publicações. E de novo a internet é uma mão na roda: há uma série de sites e aplicativos com opções gratuitas que podem ajudar você a incrementar a divulgação do seu trabalho sem botar a mão no bolso. Confira nove ideias que selecionamos e testamos.

1) O AdobeSpark pretende facilitar a vida do artista na hora de mandar material para a imprensa. Em inglês, permite adicionar arquivos de áudio, vídeo, fotos e textos, descarregar o material final e mandá-lo off-line a quem você quiser. O produto fica com uma cara bem profissional e, sem dúvida, alavanca a venda do seu projeto para parceiros de meios de comunicação e produção. Outro site muito conhecido que vinha permitindo o mesmo, mantendo os kits de imprensa num link que podia ser compartilhado on-line era o presskit.to, que leva semanas fora do ar. Ainda não conseguimos descobrir se o serviço foi descontinuado, mas o fato de o servidor não garantir a exibição do conteúdo nos leva a não mais recomendá-lo.

2) Vídeos ajudam a tornar suas redes sociais mais dinâmicas e podem ser uma ótima forma de atrair a curiosidade para novidades. E, para editar vídeos com qualidade, não é necessário ser um especialista: há uma série de aplicativos gratuitos que ajudam a dar uma cara profissional a eles. Um dos mais famosos é o InShot, que funciona com qualquer tipo de celular. Ele também pega vídeos na horizontal e transforma na versão vertical, ótimo para quem quer usar no Instagram Stories. O PowToon é outra opção com funcionalidades similares. O Spark Video tem uma versão gratuita para iPhone ou Android. Já o Splice Video só pode ser utilizado no iPhone ou iPad.

3) Sabe quando você tem um vídeo grande (por exemplo, uma entrevista) e quer postar um trechinho no Instagram Stories? É preciso ter um aplicativo específico para separar o que quer subir à rede social. Existem diversos aplicativos voltados para esse formato. O Video Splitter tem uma versão gratuita que divide os vídeos em trechos de 15 segundos, exatamente o tempo de cada story, e pode ser baixado no iPhone ou Android. O Cut Story também faz isso e está disponível para iOS. Já o Story Cutter atende os usuários de Android.

4) Para monitorar o que vem sendo falado sobre você (e palavras-chave que queira) em blogs, sites, fóruns de discussão, redes sociais e vídeos, você pode usar o BuzzBundle, que ainda permite programar postagens em diversas mídias sociais, ou o Keyhole. Assim, poderá tomar decisões de comunicação, falar com públicos específicos ou participar de discussões que são tendências no momento, atraindo mais seguidores.

5) Já o Easil só pode ser usado no computador, mas tem designs de stories prontos que você pode customizar com seu texto. Outro editor de imagens de fácil uso e com templates pré-prontos é o Canva, considerado uma das melhores ferramentas para criar imagens para redes sociais. E o CloudApp permite até criar gifs animados. E todos têm opções planos gratuitos. Dão bossa e uma cara própria à sua rede social.

6) O Canva também serve para criar layouts para cartões de visita, mas existem diversas outras opções que fazer esse serviço de forma gratuita, como o FreeLogo. Ideal para encontros com possíveis investidores, para apresentações em festivais ou feiras.

7) Agendar publicações pode ser uma mão na roda, principalmente em épocas de muitos shows ou gravações. Afinal, todo mundo sabe que é fundamental manter as redes sociais sempre atualizadas, de modo a gerar engajamento, mesmo se você não tem uma equipe para isso. Ferramentas como o Hootsuite, o Buffer e o Socialoomp permitem gerenciar contas de redes sociais diferentes e têm o agendamento de post entre suas funções. Todas têm opções de planos gratuitos.

8) Uma newsletter pode ser um ótimo canal para divulgar novidades, lançamentos de produtos, agenda de shows e datas comemorativas. Se você tiver mais conteúdo para incluir (por exemplo, textos feitos por você sobre algum assunto atual ou dicas de coisas que indica), ela poderá ficar melhor ainda. Além disso, evita que seu email considere que você está fazendo spam, já que a maioria das hospedagens (até o Gmail) tem um limite de envios por dia. Quando você ultrapassa, fica bloqueado por um período até poder mandar novamente. A plataforma mais famosa é o MailChimp, que possui um plano gratuito que permite que você tenha até 2 mil emails cadastrados e envie até 12 mil emails por mês. O BenchMark também possui um plano gratuito para até 2 mil emails cadastrados.

9) Além das redes sociais de uso geral (Facebook, Instagram, Twitter), você também pode marcar presença nas plataformas voltadas especificamente para músicos. O MySpace, embora não tenha a força que teve há cerca de dez anos, ainda é bastante movimentado. Os grandes nomes estão todos lá. Reverb Nation também. O Amy conecta músicos que desejam formar uma banda, além de mostrar estúdios, casas de show, escolas de música e lojas de instrumentos nas redondezas. Já a Ampyou é uma plataforma que conecta contratantes (bares, casas noturnas, restaurantes, eventos corporativos etc.) e músicos independentes. A ideia é ajudar artistas independentes a formalizar sua contratação. O cadastro é gratuito, e a empresa fica com uma porcentagem da transação caso o artista feche uma apresentação.