Isso mesmo, um DJ de música eletrônica, conhecido em vários clubes em Miami e Nova York, agora é CEO de um dos bancos de investimento mais importantes do mundo. 

DJ D-SOL, ou melhor, David Solomon, entrou oficialmente no cargo na Goldman Sachs na segunda-feira (01/10), imprimindo sua marca na liderança de um banco com 149 anos de história. Ele substituiu Lloyd Blankfein.

Em julho, ele lançou seu primeiro single, um remix de uma popular música do Fleetwood Mac, de 1977. Já é uma das músicas quentes do verão no Spotify, quase 3 milhões de plays:

“Don’t Stop” foi produzido pela Crowd Records, uma gravadora de música eletrônica sediada em Nova York, cujos outros artistas incluem Disco Killerz, Filthy Rich e o amigo de Solomon, Liquid Todd.

Descoberta pela primeira vez pelo The New York Times no ano passado, a vida paralela do executivo continua sendo um tema quente dentro do Goldman. Em um episódio do podcast “Exchanges at Goldman Sachs”, Solomon descreveu a si mesmo como um audiófilo vitalício intrigado pela indústria da música moderna.

“Cinco, sete anos atrás, eu comecei realmente a tomar nota das músicas do clube e do EDM e o que estava acontecendo com toda a música eletrônica”, disse Solomon. Ele acrescentou: “Meio que comecei nisso como um hobby e só faço isso por diversão.”