Alguns dias após a edição de 2019 do Ultra Miami, o festival tinha decidido deixar a cidade de Miami após analisar que o festival não era mais o mesmo sem o seu antigo local em Bayfront Park.

A última edição foi realizada em Virginia Key, um pouco distante do local das edições anteriores. Após uma análise interna, os organizadores concluíram que o festival não estava entregando a experiência prometida aos frequentadores.

Um reviravolta aconteceu alguns dias após a decisão do festival de sair da cidade. A comissão de Miami tinha decidido conversar com os organizadores.

Novo acordo

Agora, a comissão da cidade de Miami ofereceu um acordo que permite ao gerente de Miami apresentar uma oferta formal ao Ultra para retorno ao Bayfront Park por meio de uma licença revogável.

A resolução destaca a história do Ultra e o impacto financeiro que o festival teve na cidade aos longos dos anos. O documento também propõe que a licença revogável anterior para Virginia Key seja trocada por uma no Bayfront Park.

No entanto, há regras. O encerramento do festival deve acontecer às 00h (meia noite) na sexta-feira e no sábado. Nos domingos, o festival deve encerrar às 23h.

Assim como no ano passado, a taxa custará U$ 2 milhões de dólares e o parque só poderá ficar fechado para o público durante 14 dias. A montagem e desmontagem das estruturas poderão durar apenas 30 dias, pois os moradores querem que o parque esteja disponível para uso – além de já terem reclamado do Ultra.

O acordo no entanto, será anual, ou seja, todo ano terá que ser renovado. Ele será votado na reunião da Comissão Municipal em 27 de junho.